Quinta-feira, 25 de Agosto de 2011

OS RICOS E A CRISE

O mais atual debate é o de que os detentores de grandes fortunas contribuam substanciamente para a luta contra a crise.

Recordo que ainda antes da crise se ter revelado e chegado, já havia pobreza e fome no mundo, portanto havia uma crise, mas não era nossa, era dos outros, embora estivesse também localizada aqui no nosso país, sim… é verdade, como muitos devem recordar-se e os que realmente não sabiam, ficam a saber.

Nessa época Bill Gates e a sua mulher através de uma fundação que criaram, mas daquelas verdadeiras, edificadas com o dinheiro deles, não com o dinheiro dos contribuintes como é uso e costume por cá, o casal entrou numa senda de ajuda direta, mas apoiando e apoiando-se em organizações não governamentais, pelo mundo que foram percorrendo.

No segundo semestre de 2010, o mesmo Bill Gates anunciou ir doar 50% da sua fortuna, desafiando, conjuntamente com o famoso investidor Warren Buffet, um grupo de bilionários a fazer o mesmo, o que aconteceu.    

Agora aparece na Europa este debate, depois de em vários países, ricos se terem oferecido para colaborar no combate à crise, tendo-se estendido mas por via política e portanto complicada, burocrática e que já se está a ver não ir a lado nenhum, nalguns países europeus, no fundo ter-se-ia que realizar um gesto natural, por decreto.

E mais se coloca a questão de que forma isso podería ser efetuado pois as declarações fiscais não são reais, nem próximas, assim como os extratos bancários e as contas das empresas estarem descapitalizadas, etc.

Assim, essa taxação deverá recair em mais valias de ganhos na Bolsa e outras formas ou terá que haver, o que seria espantoso, uma iniciativa dos próprios abdicando de parte do que nunca terão tempo de gastar, nem eles, nem os filhos, lembrando-se de uma expressão que muito aprecio que é a de se ‘aperceberem que o dinheiro não se come’ e que a economia e os seus dividendos ficarão estagnados se não tomarem eles, mesmo, medidas radicais.

Raras poderão ser as excepções, até porque esta crise foi criada por e para os sujeitos a que me refiro, sendo que aqui se prova, que bom e mau em todo o lado encontramos, pois numa análise simples, sem ser necessário ser economista que é o meu caso, quem tem lucrado com tudo isto são os próprios detentores de grandes capitais.

Por incrível que pareça para além de estarem a ter lucros, ainda têm sido os beneficiados em ajudas e subsídios estatais, quer a nível nacional, quer europeu, ao contrário dos comuns cidadãos que vêm reduzidas as suas receitas e aumentados os seus custos, por força de perderem o poder de compra pela estagnação e até redução de salários, assim como, do aumento de impostos e taxas, bens de primeira necessidade, que acabam por aumentar pela subida de custos de energia e combustiveis, para não falar dos desempregados.

Pior será com a aprovação inevitável das novas leis do trabalho que irão resultar em despedimentos selvagens assim que a lei esteja publicada, havendo aí mais uma possibilidade de encaixe financeiro para as grandes empresas que serão os subsídios e reduções de taxas e impostos às empresas que contratem esses trabalhadores no desemprego.

Esta crise, para quem tenha dinheiro é um excelente negócio e esse é o motivo de não ser tão dramática como isso, que se recorra às grandes fortunas para combater a dita cuja.

Assim, após os primeiros impulsos de repulsa, logo se esfumarão e ‘siga a crise’…

Mas o princípio, o fato de os grandes detentores de fortunas comparticiparem com a justa quota parte para debelar a situação, baixarem à terra, poderá criar uma nova fase na vida das nossas sociedades, já que noutras ocasiões nem disso se falou.

Talvez se comece a perceber que as diferenças tão desniveladas de estar na vida não são boas para o equilíbrio natural do Planeta, tal como os outros equilíbrios necessários de manter para que se consiga vencer, não só ‘isso da crise’, mas o grande combate da sobrevivência.

Pode ser uma pequena luz ao fundo do túnel… 

sinto-me: optimista
tou a curtir: Herbie Hancock's "Imagine".Pink, Seal, India.Arie
publicado por FV às 19:00
| comentar

mais sobre mim

posts publicados

OS RICOS E A CRISE

arquivo

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

comentários recentes

Esta auto-biografia pode ser a minha...faço copy p...
Gostei muito do seu texto e tomei a liberdade de o...

links

Os Meus Bloguios

Divulga também a tua página
planeta de artes e comunicação

Divulga também a tua página

as minhas fotos

pesquisar

 

subscrever feeds

grato pela visita


web site counter

tags

11set

2011

27

basta

bill

blues

boasfestas

burke

claudia

coroa

dirty

doce

enterrodoentrudo

era

exclusivo

felicidade

fiodanavalha

fome

francisco

free

garymoore

génio

interludio

knock

lennon

letras

mãe

música

nirvana

obama

pobre

polemicos

rem

ricoscrise

seres

show

vergonha

woman

todas as tags

(O direito de autor é reconhecido independentemente de registo, depósito ou qualquer outra formalidade artigo 12.º do CDADC. Lei 16/08 de 1/4) (A registar no Ministério da Cultura - Inspecção - Geral das Actividades Culturais I.G.A.C. - Processo n.º 2079/09)